Grada Kilomba:”É isso, somos sujeitos, queiram eles ou não”

Em sua obra Memórias da Plantação: episódios de racismo cotidiano, Grada remete-se às lógicas das relações coloniais para revelar a exclusão, as micro e macro violências, os insultos raciais e o controle dos corpos de indivíduos negros e, ainda, sobre a urgência de um devir, “é preciso tornarmos sujeitos”. Lança mão de uma articulação entre …

Grada Kilomba:”É isso, somos sujeitos, queiram eles ou não” Leia mais »